DNA Strand

Vírus da Diarréia Epidêmicaa Porcina (PEDV)
Deltacoronavírus Porcino (PDCoV)
Vírus da Gastroenterite Transmissível (TGEV)

PEDV, PDCoV, e TGEV são todos membros da família dos coronavírus suínos. Os três são vírus que afetam o Sistema entérico do animal. Em animais adultos, os sintomas podem incluir: diarréia acuosa grave, vômitos, perda de apetite e letargia. No entanto, na maioria dos casos adultos, há um pouco de mortalidade associada a qualquer uma das três doenças.

Testar PEDV e PDCoV antes de enviar animais e usar doses de sêmen de javali tournou-se padrão da indústria. O laboratório VDX, portanto, oferece testes PEDV e PDCoV convenientemente em um teste de reação em cadeia de polimerase (PCR), com um tempo de resposta no mesmo dia. O PCR é um método de teste extremamente preciso. Altamente sensível e rápido que pode distinguir entre PEDV, PDCoV, e TGE.

O maior efeito na indústria é visto na infecção por PEDV em leitôes neonatais, tornando o teste extremamente importante, Devido à natureza violenta da diarréia causada pelo PEDV, estes leitões sucumbem à desidratação muito rapidamente e as taxas de mortalidade podem chegar a 100%. Atualmente, a infecção por PEDV é considerada a mais significativa e consequente entre as três infecções por vírus. Isto é provavelmente porque, em 2013 o vírus PED foi introduzido nos EUA (presumivelmente da China) e os porcos dos EUA não tinham defesa contra o mesmo.

Na sequência do PEDV que arrasou os EUA e causou perdas maciças devido à mortalidade neonatal de leitões, o PDCoV emergiu como um coronavírus entérico adicional como consequências significativas da infecção. Além disso, o vírus TGE é considerado endêmico para os EUA e poucos casos são relatados.

Para permitir a máxima confiança nos resultados do teste, um alvo de controle interno em todos os controles de poço para a presença de inibidores de PCR. Muitos tipos de amostras podem ser usados no teste para estes vírus entéricos: fluidos orales e amostras ambientais (executadas individualmente) ou amostras fecais, esfregaços fecais e amostras de lavagem corporal/genital (podem ser agrupadas ou excutadas individualmente). Devido à natureza entérica do vírus, não há nenhum vírus localizado no sangue, por tanto, o soro não é um tipo de amostra adequado para o teste.

Informação de Produto

Envio de Amostra

Formulário de Submissão

Tipos de amostra aceitáveis:

  1. Fluido Oral
  2. Ambiental (líquido, Swiffer não perfumado, swab)
  3. Amostras Fecais
  4. Swabs Retais
  5. Amostras de lavagem genital ou corporal